Pesquisa de Mercado – Elaborando um Bom Questionário

As pesquisas de opinião, de mercado, quantitativa ou qualitativa, tem em comum sempre o objetivo de coletar informações de um determinado público. E para chegar nesse público especifico devemos “filtrar”. Essa seleção, esse “filtro” é feito, tanto nas pesquisas quantitativas, quando nas pesquisas qualitativas através de perguntas especificas, ou seja, um questionário, aplicado nos futuros entrevistados. O Blog Pesquisa de Mercado, uma Publicação da São Paulo Pesquisas, vai abordar esse tema hoje: o questionário que, além do filtro, pode representar a própria pesquisa.

Todo questionário tem perguntas que filtram o público. Desde classe social, determinada na maioria dos casos pelo critério da ABEP, até perguntas especificas de consumo, por exemplo. Tudo depende do objetivo da pesquisa. Então nossa primeira dica é essa:

1 – Objetivo – tenha em mente o objetivo claro do que você quer que essa pesquisa responda. Qual a pergunta principal que você quer que seja respondida?

2 – Filtro – Ao elaborar o questionário, as primeiras perguntas são, normalmente, o filtro. Então além da classe social, idade, sexo e hábitos de consumo são comuns nessa etapa do questionário. O entrevistador vai determinar se essa pessoa está dentro do perfil que ele busca, antes de continuar com o questionário. Isso evita que o questionário seja todo aplicado e no fim, o pesquisador descubra que a pessoa não consome o produto, portanto, não está no filtro.

3 – Amostragem – Se você quer fazer uma pesquisa com o seu consumidor, já identificou a pergunta, já sabe qual o filtro, agora tem que pensar no tamanho da amostragem. Qual a precisão necessária para meus resultados?

4 – Perguntas do questionário – Chegamos à pesquisa propriamente dita. Há vários fatores que determinam que tipo de perguntas você deve colocar no seu questionário.

  • Quanto você conhece seus entrevistados?
  • O propósito da sua pesquisa é reunir dados sobre ideias que já conhece ou explorar ideias novas?
    • Se estiver reunindo dados sobre algo que já saiba, provavelmente é melhor se apoiar em perguntas estruturada (fechadas).
    • Caso esteja coletando novas ideias, pode ser melhor incluir questões não estruturadas (abertas).

 

O lado ruim de uma pergunta estruturada é que ela muitas vezes não é muito específica. O lado ruim da não estruturada é que é difícil analisar as respostas e colocá-las em uma planilha, e muitas vezes. Vale lembrar que esse ponto, a escolha de perguntas abertas ou fechadas, também vai influir no custo da sua pesquisa, pois determina o tempo de aplicação de um questionário.

5 – Como será feita essa pesquisa – Esse ponto foi deixa por último, mas deve estar na sua mente desde a montagem da primeira pergunta do questionário. Há várias formas de coletar informações, podem ser por telefone, por e-mail, pesquisa domiciliar, ponto de fluxo. A forma que for a escolhida impacta, não apenas na montagem geral do questionário, como também no custo total da pesquisa. Antes de escolher a melhor forma, converse com um especialista e tire suas dúvidas para escolher o melhor custo benefício.

Lembre-se, a São Paulo Pesquisas conta com mais de 30 anos de experiência em coleta, processamento e analise de pesquisas. Consulte-nos.

Teste de produto ou serviço

A pesquisa de mercado é uma excelente maneira de testar a aceitação de uma novidade antes de lança-la. Recomenda-se que antes de colocar um produto ou serviço à venda sejam realizados testes de mercado. São esses testes que vão validar a viabilidade de comercialização desse produto ou serviço. Eles avaliam a aceitação do consumidor e o grau de adaptação à novidade e buscam a melhor eficiência.

Há várias formas de testar um produto, serviço ou marca, mas todas os testes devem possuir padrões e metodologias para que sejam eficazes e revelem a real opinião e aceitação dos consumidores pelos produtos ou serviços oferecidos. Por isso contar com um parceiro especializado em pesquisa de mercado para a realização desses testes e captação desses resultados, é essencial para o sucesso do seu projeto.

O Blog Pesquisa de Mercado  uma Publicação da São Paulo Pesquisas, apresenta as formas de testar aplicadas pelas empresas de pesquisa de mercado.

1 – Teste de eficiência de um produto ou serviço – Seleciona-se um grupo de consumidores que sejam o foco do produto ou serviço. Entrega-se o produto ou serviço para uso e posteriormente colhe-se as respostas dos consumidores.

2 – Teste de mercado simulado: essa é uma técnica diretamente no ponto de venda. Pode-se fazer de uma forma a amarrar o consumidor que está recebendo a amostra, captando seus dados para que posteriormente ele responda o questionário sobre sua experiência de uso.

3 – Teste de marketing – Muito comum também, quando uma marca que já está estabelecida vai lançar novos produtos ou nova campanha, ela testa com um grupo de consumidores a eficácia desse novo produto ou dessa campanha. Esse tipo de teste costuma ser indireto, com grupos de discussão (FG).

Há várias metodologias para testar um produto, serviço ou marca, mas todas elas precisam contam com a experiência de um parceiro de qualidade. Por isso na hora de testar o seu serviço consulte a São Paulo Pesquisas.

 

O que é e para que serve o critério Brasil?

Em pesquisa de mercado, seja qualitativa ou quantitativa, antes de conversar com as pessoas, precisa-se definir quem é a pessoa que queremos falar. Qual é o público alvo da campanha, ou para quem se destina o produto. Normalmente informações como “gênero”, “idade” e “classe social” são as mais básicas para selecionar um consumidor ou o entrevistado da pesquisa.

Para determinar a classe social foi criado o “Critério Brasil”. Apesar de muito criticado, esse método filtra as pessoas de forma a determinar qual classe social ela pertence. Algumas pesquisas pedem outros pontos, além do critério Brasil, mas basicamente, todas as pesquisas de mercado e opinião começam por esse questionário.

Nessa tabela são encontradas perguntas sobre os itens de consumo que a pessoa possua, por exemplo televisão, computador, carro ou moto, mas não leva em conta o modelo ou ano, por exemplo. Para cada resposta é atribuída uma pontuação, e a soma de todas as respostas corresponde a classe social, segundo os critérios do questionário.

Essa é uma forma justa de se padronizar as respostas, fazendo com que todos os institutos usem a mesma base. E quem controla, atualiza ou mantem o critério Brasil é a ABEP, Associação Brasileira de Empresa de Pesquisa.

A São Paulo Pesquisas, em seus trabalhos de campo ou recrutamento, utiliza o critério Brasil, e deixa a cargo do cliente, outras formas de classificação para selecionar a pessoa certa para responder à pesquisa em questão.

Conte com a São Paulo Pesquisas para seus projeto. Solicite um orçamento.

3 motivos para investir em pesquisa de mercado

vender-mais-e-melhor-01Entenda como a pesquisa de mercado pode te ajudar a vender mais

Uma das dúvidas mais comuns de quem está empreendendo, ou mesmo de empresas estabelecidas, é como vender mais, como atrair mais clientes? E uma das ferramentas mais indicadas para chegar à essa resposta é, sem dúvida, a pesquisa de mercado. Mas ainda fica a incerteza de “como a pesquisa me ajuda a vender mais?

A São Paulo Pesquisas, apresenta alguns pontos importantes de como a pesquisa de mercado, qualitativa ou quantitativa, ajuda a aumentar as vendas da sua empresa:

1 – Marketing e publicidade focados – O grande objetivo do marketing e da publicidade é diminuir o esforço nas vendas. E quando o marketing e a publicidade são feitos de forma correta, atingindo o ponto certo, na linguagem exata, com a informação precisa, esse esforço é bem menor, o que nos leva ao segundo ponto…

2 – Gasta-se menos com marketing e publicidade – Quando todas as ações são focadas, com a mensagem clara e precisa, mirando no público e linguagem alvos, as chances de a estratégia de vendas ser bem-sucedida são infinitamente maiores. Ou seja, investindo numa pesquisa bem-feita, podemos conhecer o cliente, suas preferências, gostos, tendências, etc., e isso torna mais fácil pensar da mesma forma que ele e, assim, desenvolver a solução que ele precisa, diminuindo o esforço de convencimento para realizar a venda.

3 – Diminui riscos – Quando queremos lançar um produto, um serviço, uma campanha, etc, nosso objetivo é vender, seja o produto ou serviço, ou ainda uma ideia. Com a pesquisa de mercado, que pode ser quantitativa ou qualitativa, pode-se monitorar o consumidor, o concorrente e o mercado como um todo. Isso faz com que os riscos sejam minimizados, de forma que o investimento possa ser validado.

Antes de fechar o seu projeto de pesquisa, conheça os serviços da São Paulo Pesquisas.